SOMNETO

22:38 by Bruno Godinho


1.     Ah, se fosse para sorrir eu só ria.
Se fosse para chorar eu cantava,
pois não há choro maior que agonia
de quem da alma um dó sustenido tirava.

Tenho dó da nota com esse nome
e que sempre chorosa ela será,
já que a dó é a nota maior do homem
que não tem o amor  de uma mulher Lá.

Prefiro sim receber o Si ao não
Contrariando assim Djavan, o cantor
Já que a esperança nunca toca em vão

Fá, uma clava Sol me batia
Quando em Ré escutei a nossa canção,
Som sem ritmo. No coração, arritmia.

Posted in | 1 Comments

1 comentários:

Naira Cavalcante disse... @ 4 de dezembro de 2012 08:54

Parabéns amei o seu poema, muito bom mesmo!

Postar um comentário